Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

NEOABJECCIONISMO

O abjeccionismo baseia-se na resposta de cada um à pergunta: QUE PODE FAZER UM HOMEM DESESPERADO QUANDO O AR É UM VÓMITO E NÓS SERES ABJECTOS?- Pedro Oom .-As palavras são meras formalidades... O NEOABJECCIONISMO, n

NEOABJECCIONISMO

O abjeccionismo baseia-se na resposta de cada um à pergunta: QUE PODE FAZER UM HOMEM DESESPERADO QUANDO O AR É UM VÓMITO E NÓS SERES ABJECTOS?- Pedro Oom .-As palavras são meras formalidades... O NEOABJECCIONISMO, n

19
Out17

NÃO OBSTANTE

NEOABJECCIONISMO

 

fogo por Hélio Madeiras.jpg

*

fotografia da autoria de Hélio Madeiras

*

NÃO OBSTANTE
*
não obstante todo o desenvolvimento
somos um povo infantil
que precisa de castigo e reprimenda
que cospe no pavimento
atira cigarros acesos ao chão do redil
às vezes por encomenda
*
não obstante parecer ser o que não é
somos um povo de sábios
que não precisa saber para se afirmar
volta e meia leva pontapé
revolta-se range o dente morde lábios
só acrescentando à tempestade a bonança
*
não obstante sermos todos diferentes
podia haver mais humanidade
não essa barbárie da lei do mais forte
antes sermos humanos conscientes
de sermos dignos do valor da dignidade
porque somos apenas vida até à morte
*
não obstante a evolução do pensamento
fomos ensinados a mentir
há quem minta por obsessiva certeza
desde ser povo do descobrimento
de trazer luzes ao mundo mas a fingir
até à escravatura mais acesa
*
não obstante sermos povo com inveja
não descuramos a luxúria
sabemos tudo que outros devem fazer
falta-nos sempre o que a outros sobeja
e na tragédia soltamos a lamúria
que mal fizemos a deus para tanto sofrer
*
é tempo de usarmos a racionalidade
pensar sobre o que aprendemos
ou se a narrativa histórica faz sentido
nem tudo que nos dizem é verdade
há algo na memória do tempo que esquecemos
que faz de nós um povo ressequido
*
ainda a terra fumega das cinzas
a madeira enegrecida espectros no solo árido
gemem de dor os caídos na desgraça
e já os vampiros afiam as garras que parecem pinças
pedem com raiva a cabeça do valido
que ousou ganhar tendo perdido quase de graça
*
só a vida com amor é alegria
só vale a pena existir com a consciência
só o sorriso vale como criança
só acrescentando à prosa pitada de poesia
só entendendo a existência
só acrescentando à tempestade a bonança
jrg

Fotografia de Hélio Madeiras

20
Jul13

O DIA DA SALVAÇÃO NACIONAL!...

NEOABJECCIONISMO

**
O DIA 

 

DA SALVAÇÃO NACIONAL

 

***
à porta do supermercado
há um ministro vencido
recolhendo assinaturas
para o país naufragado
ser salvo e não foragido
por entre salmos e juras
*
à porta do banco cerrado
um presidente caduco
pede um chavo p'rás alminhas
ruge o mar encapelado
o povo estarrece maluco
do desnorte das galinhas
*
à porta d'empresa falida
um governo incompetente
diz que ruma rumo certo
não fora a quebra de vida
a salvação desta gente
é gizar um novo aperto
*
à porta o apelo dramático
para a salvação cabal
entreguem ouro e haveres
a alma se não for patético
para salvar Portugal
do domínio dos credores
*
à porta da Salvação
gritam ladrões usurários
e sábios clarividentes
em Portugal a Nação
foi vítima dos operários
não dos roubos inocentes
*
incrédulo o povo astuto
vê o barco a afundar
e numa maré de feição
inverte o seu estatuto
passa a ser ele a mandar
prendendo a governação
*
à porta da solução
fazem fila para o trabalho
na ânsia do mundo novo
quem comanda a salvação
novas cartas no baralho
não é o ladrão é o povo
autor: jrg
06
Jul13

UMA TRÍADE DE "PARECER" SER - PORTUGAL APODRECE...

NEOABJECCIONISMO

UMA TRÍADE DE "PARECER" SER...
ou mais vale ser que parecer...


***
O que é que esta situação política que estamos a viver em Portugal configura? Vejamos as últimas cenas:
.
O "ilustre técnico financeiro" Vítor Gaspar,falhadas todas as suas tentativas para descobrir a arca do tesouro, demitiu-se porque não sentia o apoio suficiente...à continuação do massacre sobre os reformados,pensionistas e funcionários públicos...

O ilustre P. de Portas, de olhar sinistro e voz metálica, nervos de aço,contorcionista aprimorado,demitiu-se, por não lhe ter sido dada a importância a que se julga com direito...

O pedante Coelho e o obscuro Cavaco, pressionados pelos mandadores sem lei, tecem um enredo escabroso com ares de parecer uma emergência Nacional...porque o que importa é parecer!!! pelo maior tempo possível...parecer que há consenso, parecer que há governo, parecer que há paz e determinação para continuar o terror sobre o povo Português...apagar, quanto antes, esta nódoa de desagregação governamental...Porque Portugal não é a Grécia!!! Custe o que custar!

A seguir (1), o tal Portas, rasga a carta de demissão para que não conste em memória, redime-se de si próprio, e volta ao governo, sabe-se lá com que poderes reforçados...

A seguir (2),o tal Gaspar será chamado para salvar as finanças públicas, com poderes ilimitados para a chacina dos mesmos...mas terá de queimar a sua própria carta de demissão.

E, quando o povo acordar, estremunhado pela sordidez do plano e dos actores em palco, pelo pacto insidioso que os principais protagonistas engendraram em segredo...

Saem os militares a terreiro, não para reporem a ordem constitucional a favor da Nação, mas para reprimirem a contestação, enfim, generalizada, dum povo maior, digno, mas incrivelmente crédulo que o pai natal ainda desce pela chaminé no dia de natal...

Entram os tambores, tocados por mãos hábeis femininas, TOCARUFAR, na frente da manifestação...são um mar de gente de boca aberta que não aceita parecer ordeira quando a alma arde em indignação...são gente tocada pelos ventos insurrectos...porque CHEGA DE PARECER!...QUEREMOS SER!...

Porque a gesta é outra...já não há milicianos...nem ideólogos...nem pensadores e as máquinas estão ao serviço dos tiranos...só nos resta vir para a rua, e defender as nossas vidas com dignidade...salvar a nossa dignidade, desta catástrofe que nos tira o pão e a alma...
MAIS VALE SER QUE PARECER!!!
jrg

04
Jul13

TIREM-ME DESTE FILME DE TERROR!

NEOABJECCIONISMO


Tirem-me deste filme...porra!!! digo eu!

Tirem-me deste filme vergonhoso...porque é asqueroso...é monstruoso...é dispendioso...nem como figurante quero participar...nas cenas histriónicas de antes e depois...é um filme de terror...que nos apresenta um governo terrorista...abjecto...de gatunos verdadeiros, mentirosos compulsivos, senis...uma demência absoluta...

Que povo é este de onde eu nasci que se sujeita a esta malfeitoria? Que se dispõe a participar num filme que ficará na história como deprimente,indecente,indigno,catastrófico...que povo se verga à chantagem duma minoria desgovernada? 

Se não poder sair deste filme quero sair deste povo. Num filme Maquiavélico, depressivo, agressivo, ganancioso...com personagens nojentas...com tantas qualificações que se tornam inqualificáveis...é que eu não quero morrer...

pirei-me!!! jrg

26
Set12

AOS DESVALIDOS... LIBELO ACUSATÓRIO!...

NEOABJECCIONISMO

fotografia João Girão-global imagens
«««//»»»
AOS DESVALIDOS...
LIBELO ACUSATÓRIO
**
senhor Passos Coelho
Excelência
primeiro ministro de Portugal
o senhor é um ditador
no embuste e na mentira sufragado
rodeado de hienas
mas tem como todo ditador os pés de barro
prestes também a derreter
sobre as cinzas dum povo imenso
a renascer 
demita-se já! sofre uma vaia
melhor sorte essa
que vitima do assalto ao seu poder
*
Acuso-o de traição
à Pátria que o senhor jurou defender
por ter vendido
a alma impenhorável da Nação
confiscou aos reformados
crime hediondo uma parte do seu pão
dividiu o trabalho
acintosamente em público e privado
acicatando estes contra os outros
aumentou impostos destruiu humana natureza
fez ruir empresas despediu
com politicas fratricidas o tecido do emprego
vendeu ao desbarato o que gerava mais valias
*
instituiu o descrédito da justiça
afrontando-a com o desrespeito à equidade
encurtou as prestações solidárias
condenando famílias crianças velhos à insolvência
paralisou o país sem luz nem rumo
violentando-o com suas palavras insolentes
maltratou as forças militares
e as demais que fazem jus à segurança
paralisou a economia
o país segue em marcha lenta agonizante
enrolado em sacrifícios
sem achar altar ou monte onde medrar
o senhor falhou redondamente
*
diz-se bom aluno mas copista
mentiu e mente defraudando a esperança
colocou milhares no desemprego
aumentou os custos da saúde rompeu a confiança
de enfermeiros e médicos no sistema
intensificou a espera e o descuido nos doentes
desmantelou a escola 
cavou um fosso entre aluno e professor
aprovou a degradação do ensino
corroeu expectativas projectadas na mudança
lavrou no mar incompetências
navegou à bolina com velas rotas a terra agrária
será possível que não tenha feito nada positivo?
*
Fez...
*
fomentou a economia paralela
criou comissões e cargos de alta assessoria
distribuiu benesses aos amigos
pagou a juro excelso à usura financeira
permitiu excepções às regras
de extermínio dos direitos mais elementares
criou riqueza para os mais ricos
que sustentam a manutenção do seu estatuto
manteve salários obscenos
e créditos consagrados em cartões de ilusão
renovou frotas de alta cilindrada
blindados covas e coveiros para enterro da Nação
vendeu a alma lusa a pataco
*
reclamo justiça
*
autor: jrg
06
Jul11

A ALMA DOS POVOS!...A ALMA PORTUGUESA!...E EU

NEOABJECCIONISMO

A ALMA DOS POVOS!...A ALMA PORTUGUESA!...E EU!...


«««//»»»

***

a alma dos povos
não se alevanta com lamurias
nem com medidas prepotentes de austeridade
nem com lutas fúteis fratricidas
nem com criticas de conduta

a alma dos povos 
empolga-se com emoções concretas
empolga-se com os estrategas a seu lado
empolga-se com valores de humanidade
empolga-se com o abrir da consciência

a alma dos povos
já não se alevanta a toque de tambores
nem com odes patriotas
nem com medos sorrateiros
nem com cortes na parca ementa

a alma dos povos 
empolga-se quanto maior for a sua dignidade
empolga-se pela auto-confiança
empolga-se pela expansão da alegria
empolga-se pelo acreditar da esperança

a alma Portuguesa
não se alevanta pelo miserabilismo
tão pouco com objectivos plenos de incerteza
sequer com mestres de ilusionismo
nem por artes de magia manhosa

a alma Portuguesa
agiganta-se pela grandeza do desígnio
agiganta-se quanto maior for a afronta
agiganta-se se cada um participar
com a medida da sua riqueza

da alma Portuguesa
eu sou um milésimo de milionésimo
ou pouco mais que zero  mas vivi
a alma lusa em momentos de excepção
peguem-lhe fogo qu'ela ateia mas ácido não

autor: jrg
05
Jul11

O DÉCIMO TERCEIRO MÊS NÃO É UM SUBSÍDIO!...

NEOABJECCIONISMO

I

A insistência com que governo, órgãos de informação e comentadores políticos, denominam o 13º mês de salário, como subsídio de natal, cria na ideia das pessoas, dentro e fora da substância que o consolidou como parte integrante do rendimento do trabalho, que os trabalhadores Portugueses são subsidio dependentes...mistifica a ideia que é matéria confiscável...alimenta a ideia que é um extra dispensável...

II

ora...todos os intervenientes do mundo laboral sabem que o salário de um trabalhador é composto de um valor ex: 1000 euros X 14 meses...se não fosse X 14 meses, o salário real seria 1160 euros X 12 meses... logo, este anúncio que visa taxar com um imposto extraordinário o 13º mês de todos os trabalhadores, feito pelo actual governo, como a primeira medida de fundo que se propõe levar a cabo, para salvar o país da bancarrota, põe a nu o carácter Feudal da medida em si e a arrogância prepotente com que utiliza os mecanismos administrativos para confiscar uma percentagem desse salário...não pede...confisca...

III

O 13º mês é ainda uma consequência do catolicismo aliado ao estado e aos interesses económicos que assim contam com essa reserva financeira "extra", paga aos trabalhadores apenas no final do ano, para ser gasta em presentes e iguarias na festa natalícia, adoptada para o efeito...talvez por isso, assistimos a uma estranha solidariedade da confederação do comércio e serviços

IV

À evidência do que aqui exponho e defendo, que o 13º mês é salário e não subsídio, acresce a forma como o governo se prepara para espoliar os trabalhadores a recibos verdes, dividindo os rendimentos por 14 para achar o valor, a que eles chamam de subsídio de natal, sobre que incide o confisco...o governo anterior, apelidado dos adjectivos mais torpes que a língua Portuguesa comporta, cortou nos salários da função pública, estabelecendo um limite a partir dos 1500 euros...este novo governo dos salvadores da pátria financeira, não só expandem o confisco a todos os trabalhadores em geral, como encurtam o limite para o valor do salário mínimo nacional: 485 euros...

 

É uma vergonha!...provoca a indignação...

 

ver alguém que se apresenta como defensor da Nação que governa, confiscar 7,5 euros a um trabalhador que recebe um pouco mais... 500 euros...

Para os senhores Joe Berardo, Belmiro,Soares dos Santos, Espírito Santo e tantos outros, o 13º mês são trocos, face às avultadas mais valias com que se banqueteiam na vida efémera...para um mero trabalhador, é uma angústia..

V

Se os trabalhadores Portugueses, consentirem na aplicação desta medida, sem o mais veemente protesto, estão a abrir portas a que, de confisco em confisco, e dado o panorama de desespero global, se dê a confiscação total e permanente, dessa componente salarial, dividida para consumir, mas sacrificada às novas exigências dos mercados...

VI

Posso ser queimado na fogueira da paz pública ou privada, mas não calarei a voz da minha alma indignada...

 

autor: jrg

14
Out10

ESTA GENTE QUE SOMOS...PORTUGAL!... - II

NEOABJECCIONISMO

nascemos pobres ou ricos tanto faz
se educados somos meninos da mamã ou do papá
viver em tanta fartura e não ter paz
é dos genes ou cromossomas mutações na hora H

se pobres somos corrécios gentinha Zé povinho
carregamos a tragédia ou coitadinhos
apodamos os ricos de ladrões entre pão e vinho
na tasca onde ganhamos coragem sozinhos

sendo no trânsito os melhores condutores
vociferamos aos lentos e faltosos
descobrimos nas filas invisíveis corredores
os outros é que são os criminosos

chegar primeiro à posição mais conveniente
pisar fraudes e canteiros de flores
corromper para ganhar perdendo a demais gente
desgastar a vida em copos e amores

ter um negócio legal quase falido
estabelecer uma corrente de economia paralela
impostos paguem os tansos sem bramido
a honra é uma aparência e a crise uma balela

há todavia em rigor uma só situação
em que nos empenhamos intrépidos palradores
no futebol na politica não abrimos mão
somos árbitros legislamos e exímios treinadores

subir à cunha que a pulso faz doer o cotovelo
defendemos o produto enganamos o parceiro
agiotas de moeda e pensamento somos com zelo
cada um é em si mesmo por demais porreiro

no amor somos de natureza os melhores amantes
colmatamos as fraquezas com a violência
na rua beijos em casa indiferença entre estantes
as mãos e as palavras perdem paciência

somos em multidão gente invejosa e enfurecida
seguimos o mote do que parece mais forte
perdemos sempre salva a desproporção devida
mas cantamos vitória seja no sul ou norte

o que mais me impressiona nesta nova Lusitânia
é a falta de unidade em torno do bem comum
os sábios zarparam todos com medo desta insânia
que a inveja e a usura tornaram ad eternum

autor: jrg


13
Out10

ESTA GENTE QUE SOMOS...PORTUGAL!... - I

NEOABJECCIONISMO
a alma da gente Portuguesa
nascida de entre sangue e flores
é um cruzamento da natureza
que realça o ódio e os amores

imagino um povo pária acossado
na história chamado Lusitânia
vindo sei lá donde esperançado
de escapar à barbara tirania

tribos pré celtas e mais iberos
que nestas terras se fixaram
depois galaico lusitanos perros
que os romanos arduamente conquistaram

após a queda do Romano Império
suevos vândalos visigodos
alamos búrios mouros vitupério
da original virtude a rodos

desta mistura o sangue se apurou
uma pitada de cartagineses
e fenícios de visita que chegou
eis quem somos nós os Portugueses

depois de mal contidos na nação
zarpamos pelos mares adentro
na ânsia da conquista pelo pão
se foi agravando nosso tormento

cruzámos espécies em nome de deus
cuidando que seriam apagados
por todo o mundo descobrimos céus
de amor e morte foram povoados

o que aprendemos foi a artimanha
de viver em caos e permanente
sábios de bazófia alguém nos ganha
só quando encurralam nossa gente

então fazemos logo de mendigos
são outros não nós que maldizemos
fossos que cavámos são antigos
não é nosso o buraco que ora fizemos

iletrados distraídos na jactância
deixamos sair grandes crânios
atraídos pelo fausto da ganância
exportamos suco importamos sucedâneos


autor: jrg

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa útil - home - pesquisa avançada - últimos posts - tops / estatísticas direito de resposta - área de utilizador - logout informação - ajuda / faqs - sobre o blog.com.pt - contacto - o nosso blog - blog.com.pt no Twitter - termos e condições - publicidade parceiros e patrocinadores