Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

NEOABJECCIONISMO

O abjeccionismo baseia-se na resposta de cada um à pergunta: QUE PODE FAZER UM HOMEM DESESPERADO QUANDO O AR É UM VÓMITO E NÓS SERES ABJECTOS?- Pedro Oom .-As palavras são meras formalidades... O NEOABJECCIONISMO, n

NEOABJECCIONISMO

O abjeccionismo baseia-se na resposta de cada um à pergunta: QUE PODE FAZER UM HOMEM DESESPERADO QUANDO O AR É UM VÓMITO E NÓS SERES ABJECTOS?- Pedro Oom .-As palavras são meras formalidades... O NEOABJECCIONISMO, n

05
Nov11

A CAVERNA DA SOLIDÃO...

NEOABJECCIONISMO
imagem pública tirada da net
**
A CAVERNA DA SOLIDÃO
**
um homem caminha sozinho
sem rasto deixou a tribo
onde nada mais o alimenta
metido num remoinho
leva água dor e pão de trigo
já que a morte não atenta

cansou de viver amansado
na ordem que esconde a vida
salvou-se num agueiro
um dia pelo gás foi atentado
nem a guerra atrevida
quis da morte um ser inteiro

roubaram já no fim a dignidade
que todo o homem tem
lutou com os meios mais ousados
sucumbio à desumanidade
de quem abjurou a própria mãe
fez das trevas seus pecados

procura na montanha antiga
do tempo da infância
a gruta ou caverna disfarçada
a ver o mar e a restinga
perfumado o ar de tal fragrância
a serenar a alma libertada

podia ter-se pelo fogo imolado
ou que a fome o mendigasse
podia ter semeado o pânico na cidade
seria preso talvez julgado
nada que a solidão atormentasse
o ser livre em plena liberdade

lá está intacto ainda o seu reduto
no horizonte o mar inteiro
fixa-o até que doa o alagamento
e pensa meditando o atributo
que é ser na solidão como um rafeiro
indiferente ao chamamento

a caverna é ampla está imunda
pejada de dejectos absurdos da civilização
por testemunho ali deixados
do homem que agora livre nela se afunda
entregue a alma à meditação
sobre despojos de sonhos inflamados

em volta há restos de lavoura
figueiras vides dispersas abandonadas
cantam as aves hinos de alegria
um riacho escorre pela terra duradoura
não há tempo nem horas prolongadas
viver agora é pura fantasia

não fazia sentido ser vitima da desordem
coberto pelo medo ao adormecer
manso ou soberbo no limiar dos sonhos abstractos
prisioneiro de conceitos que absorvem
a humanidade fria e sangrenta a se anoitecer
na revolta submissa de segredos intactos

junta gravetos acende o fogo à moda antiga
dois paus entrelaçados na memória
porque faz frio a noite desce do tempo em harmonia
já se não vê no mar a coroa da restinga
um homem só não faz girar a vida nem a história
mas pode escolher morrer sem agonia

ah fiquem com o ouro todo as propriedades
teias que teceram tão manhosas
os escravos romperam subtis lianas e grilhetas
livres das correntes saquearam cidades   
os detentores das verdades hipócritas ardilosas
jazem nas bermas de praias lamacentas

o homem voltou à pacatez da caverna
um brilho nos olhos da loucura
em fundo o mar azul aquém do horizonte
enroscado na sombra de árvore eterna
aspira com sofreguidão o cheiro da brisa pura
e deixa correr o pensamento a monte

autor: jrg
10
Set11

TERRORISMO !...

NEOABJECCIONISMO

TERRORISMO !

 

a palavra terrorismo não me sai da memória...

 

eram terroristas os cruzados que sob a égide de um deus maior, espalharam a mortandade contra os ditos infiéis de menor idade, destruiram testemunhos, anexaram gente e lugares à sua causa de expansão maciça, pelo saque e mordomias vitalícias...

 

 eram, são terroristas os homens que na África colonial Portuguesa exigiam a retirada dos ocupantes de há 500 anos, que os dominaram pela força do Cristo e a das armas...,que os escravizaram e às sua famílias ou afins..., que os incitaram no ódio feroz de uns contra os outros..., que os domesticaram, suprimindo os direitos básicos de humanidade e os emboscaram na sua própria terra...que violentaram as suas mulheres...as suas crianças...em nome de desígnios civilizacionais do absurdo...

 

eram, são terroristas os Americanos que despejaram as bombas atómicas sobre as populações indefesas de Hiroshima e Nagasaki, em nome de princípios hegemónicos expansionistas...que espalharam Napalm sobre pessoas na Indochina, no Vietnam, no Camboja...que produziram efeitos colaterais maciços, no Afeganistão e no Iraque, e expandiram o medo sobre os detractores da sua política hegemónica...

 

eram, são terroristas os Alemães que suprimiram milhões de pessoas, apenas por serem diferentes e ostentarem valores que o seu nacionalismo não comportava...que condenam os povos da Europa subsidiária, ao vexame de serem tidos como incapazes, vitimas das leis de mercado que eles próprios criam e alteram, segundo as suas conveniências de momento 

 

eram, são terroristas os Israelitas que por cada rocket lançado pelos Palestinianos, invadiam, destruíam habitações e matavam milhares de pessoas, em nome da defesa do seu território , usurpado por meios de engenharia político-jurídica e sob o beneplácito das potências 

ocidentais...criando um clima de ódio e contestação sobre o seu próprio povo...

 

eram terroristas os "coronéis" da vasta Nação Brasileira, que subornavam senadores, tratavam os seus escravos a chicote, devastaram a 

 floresta Amazónica, contratavam jagunços para impor a sua lei da força bruta, sob os cânones dos representantes do Cristianismo...os que criaram o império das favelas...e a sordidez dos negócios obscuros entre a lei e o sub-mundo dos narco-traficantes...

 

eram, são terroristas os que maltrataram crianças, abusaram da sua inocência, os recalcaram no surgimento da sua plenitude existencial, pela força da sua ignorância, face ao que somos, quem somos e o que fazemos aqui...na inconsciência da sua efémera passagem pelo estado de vida...

 

eram, são terroristas , os homens ciosos da sua masculinidade, que violentaram mulheres, as humilharam, as condenaram à submissão contra natura do casamento, as aviltaram na sua qualidade de mulheres, amantes, mães, segundo os seus padrões, conceitos e pre-conceitos, que visavam a preservação do seu domínio machista, ante a evidência da sua própria fragilidade, num mundo desconhecido em movimento...

 

são terroristas os especuladores financeiros, agiotas legais do mundo inteiro, que exercem uma ditadura feroz sobre os povos financeiramente dependentes, que se deixaram deslumbrar pela sua magnificência da abastança, e que ao pressentirem o limiar de uma nova era que se anuncia, baseada no conhecimento profundo dos elementos nocivos e da simplicidade que deve nortear a evolução da humanidade...ensaiam uma manobra desesperada para conter as chamas do fogo que alastra sob o manto da sua fantasia ...

 

as sociedades humanas, as ditas mais evoluídas, mantém intactos os instintos de barbárie que ao longo da história da humanidade sempre 

eclodiram quando são confrontadas com as suas insuficiências natas ou degenerativas...cada pessoa é um potencial troglodita..dêem-lhe poder...achem-lhe graça ao picaresco das suas atitudes...mas também os elementos dum governo moderno...e dos grupos de interesses que lhes dão a cobertura mediática e circunstante à sua actuação, tantas vezes de terror, quando exercitam, sobre a população "menor" que avaliza pelo voto as promessas de justiça e evolução do bem estar, as medidas que afligem e condenam à insegurança psíquica, aqueles que são o objecto da sua própria existência... 

 

o terrorismo, sendo uma sequência de mentes doentias, só se combate pela inteligência, pela erradicação da pobreza, pela desmistificação do estado como hoje o entendemos, pelo aprofundar do conhecimento, pelo exercitar da memória profunda, pelo uso da nossa consciência face à sensaboria dos doutamente iluminados... 

 

se eu fosse cão, latia espavorido, ante a eminência da mudança profunda...

se eu fosse gato, assanhava-me, ante a turbulência gerada pela ganância...

se eu fosse galo, cantava, ao despertar da consciência da nova alvorada...

 

autor: jrg

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa útil - home - pesquisa avançada - últimos posts - tops / estatísticas direito de resposta - área de utilizador - logout informação - ajuda / faqs - sobre o blog.com.pt - contacto - o nosso blog - blog.com.pt no Twitter - termos e condições - publicidade parceiros e patrocinadores