Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

NEOABJECCIONISMO

O abjeccionismo baseia-se na resposta de cada um à pergunta: QUE PODE FAZER UM HOMEM DESESPERADO QUANDO O AR É UM VÓMITO E NÓS SERES ABJECTOS?- Pedro Oom .-As palavras são meras formalidades... O NEOABJECCIONISMO, n

NEOABJECCIONISMO

O abjeccionismo baseia-se na resposta de cada um à pergunta: QUE PODE FAZER UM HOMEM DESESPERADO QUANDO O AR É UM VÓMITO E NÓS SERES ABJECTOS?- Pedro Oom .-As palavras são meras formalidades... O NEOABJECCIONISMO, n

26
Dez13

27 DE DEZEMBRO DE 1945

NEOABJECCIONISMO

 

*

27 DE DEZEMBRO DE 1945

*

vivo esta minha loucura

entre a crença do destino

e o desespero de nada fazer sentido

se regurgito mulher auguro

um desafio à mente em claro desatino

com o másculo rigor apodrecido

*

um raio de luz sol de luar

que matiza de energia

o segredo aferrolhado de ter nascido

de onde vim senão do mar

ou das profundezas da terra em agonia

serei semente ou átomo perdido

*

e se eu fosse uma semente germinada

por fusão a frio desconhecida

experiência galáctica sem fins lucrativos

exorto a minha mente tresloucada

a ver se encontro na memória escondida

os registos ou contornos escondidos

*

 

mas só encontro restos fragmentados

de pensamentos sortidos

o que me salva é a mulher cata-vento

que me concerta os  bocados

e me indica rumos novos convertidos

é ela tão formosa o meu sustento

*

se ao menos eu visse a luz dum sinal

que a humanidade avança

libertada das hienas e dos chacais

acatando cada outro como igual

teria valido a pena nascer sendo criança

cativa de direitos tão desiguais

 

jrg/SamuelDabó

07
Fev12

O DIA MAIS BELO...

NEOABJECCIONISMO
imagem pública tirada da net
*
O DIA MAIS BELO
*
ela de noiva vestida
transparência d'emoção
bela inteira a sete de Fevereiro
magnólia de amor sentida
numa aventura d'alma e coração
ele de azul prazenteiro
amantes infinitos para lá da vida
*
indelével se escreve amor
ainda que o dia fosse de Entrudo
as estrelas brilham na noite profunda
aroma perpétuo da mais bela flor
atravessa o tempo naufraga e contudo
como Fénix de vida se inunda
plena de mulher acontecendo à dor
*
faz anos que o poeta
e a musa louca e doce apetecida
se fizeram ao labirinto de viver
subiram montanhas em alerta
desceram rios mares de maré temida
impedidos pelo tempo de morrer
escrevem versos de poema melodia d'ópereta
*
parabéns nubentes...provas de vida...
*
autor: jrg
22
Mai11

FELIZ DIA DE ANOS...MEU AMOR!...

NEOABJECCIONISMO

***//***

hoje é o teu dia mais feliz
meu amor lindo de menina crescida
os olhos brilhantes o sorriso que diz
tanta alegria de viver a vida

**

parabéns trago-te o abraço
o beijo o riso da nossa hiperligação
onde te guardo cada traço
pintado a cores ou a lápis de carvão

**

quero que saibas todas as crianças
são lindas sublime beleza
mas tu és especial avivas lembranças
trazes de mim a natureza

**

parabéns trago-te um beijo
sei que amas a fantasia dos presentes
sei que o teu maior desejo
é sonhar em ser maior do que te sentes

**

é Maio fértil de inocentes Primaveras
o Gaio o Melro os Pardais
convivem nos teus olhos doces esperas
desafiam andorinhas dos beirais

**

parabéns exuberante meu tesouro
tanto colinho nas andanças partilhado
tanto aprendi ao ver-me em ti achado
que esqueci de velho o prematuro

**

venho à tua festa de ti orgulhoso
tanto conhecimento tão tanta sabedoria
o encanto natural o brio garboso
com que difundes pelos convidados alegria

**

parabéns meu amor vestida de luz
gotinha de água lago rio mar doce profundo
olho embevecido tua alma que seduz
a minha enlouquecida às voltas pelo mundo

**

cinco aninhos um mundo voraz à tua espera
tenho pressa de escrever o testamento
onde revelo o segredo de viver de quem se esmera
a ser da alma humana o provimento

**

parabéns docinho de morango ou framboesa
esperança do porvir humanizante
não te mascares deixa fluir natural tua beleza
sem pressa de cresceres e de ti amante

autor:jrg

07
Fev10

UMA VIDA DE AMOR ENTRE SONS DE GRITOS

NEOABJECCIONISMO

foto:jrg - influência lunar

 

Quando a tua voz na discussão se altera e  grita

Som estridente que gera confusão e fere

Onde a alma amante que te sente e se agita

Saber que é efémera a revolta que o corpo gere

 

Ao discutirmos dilemas palavras malditas

Revolve-se a alma no corpo a quente

Palavras que ecoam entre palavras quase infinitas

Até que a calmaria nos sossega a mente

 

Terá a ver com o momento em que nasceste e eu nasci

O ano o mês os genes que nos dão a consistência

Ou é do saber sem preconceitos que contigo discuti

E do respeito que temos ao sermos na nossa existência

 

Quando discutimos os olhos tensos alvorotados

E nos dizemos os lábios em trejeitos fartos um do outro

Se saímos em busca de solidão amarrotados

Logo a doçura de nós invade o coração afoito e douto

 

Faz quarenta anos que te amo e nos gritamos

Gritos que fortalecem nossos desejos

Depois do grito fazemos sexo e nos beijamos

Entre silêncios gritados nos teus beijos

 

 Quando te calas imagino o som do grito sem gritar

A vida deificada fica suspensa de valor

Inventamos factos discordantes entre o sono e o despertar

Na labareda dos sonhos que alimentam nosso amor

 

Porque te amo sem conscientemente te adorar

Porque te sinto inteira e pura em mim

Sou teu vassalo quando me gritas sem te avassalar

És o meu alimento gritante até ao fim

 

Autor: JRG

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa útil - home - pesquisa avançada - últimos posts - tops / estatísticas direito de resposta - área de utilizador - logout informação - ajuda / faqs - sobre o blog.com.pt - contacto - o nosso blog - blog.com.pt no Twitter - termos e condições - publicidade parceiros e patrocinadores