Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

NEOABJECCIONISMO

O abjeccionismo baseia-se na resposta de cada um à pergunta: QUE PODE FAZER UM HOMEM DESESPERADO QUANDO O AR É UM VÓMITO E NÓS SERES ABJECTOS?- Pedro Oom .-As palavras são meras formalidades... O NEOABJECCIONISMO, n

NEOABJECCIONISMO

O abjeccionismo baseia-se na resposta de cada um à pergunta: QUE PODE FAZER UM HOMEM DESESPERADO QUANDO O AR É UM VÓMITO E NÓS SERES ABJECTOS?- Pedro Oom .-As palavras são meras formalidades... O NEOABJECCIONISMO, n

08
Jul11

DEUS...PÁTRIA...FAMÍLIA...DE NOVO?...NÃOOOOOOOOOOOOooooooo!!!

NEOABJECCIONISMO
««««««««««««««««««««///»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

O cardeal de Lisboa, por um momento, 
sobressaltou-me a memória...
*

-vi ressurgir Cerejeira aplaudindo Salazar, 
por cada grão que tirava à nossa 
inteligência, de há tanto tempo amordaçada...
-voltei a sentir indignação por todo um caminho 
obscurantista, que a luz das velas não iluminava...
-vi crianças famintas olhando o lanche dos 
mais afortunados...comendo uma carcaça aberta 
para fingir que tem manteiga..
-olhei os brinquedos inventados com o lixo 
dos mais endinheirados...
-reparei nas pastas que o primeiro ministro 
agrega à sua função...desde logo a cultura...
*

Inquieta-me o silêncio que apadrinha a medida 
de confiscação de salário dos trabalhadores a partir 
de 485 euros...inquieta-me o ruído à volta do lixo que é a 
Mood'ys para a alta finança...e nem sequer o facto de 
o governo e os seus mentores parecerem tão entalados 
perante esta decisão da Mood'ys, quanto eu e, penso, 
milhares de outros deste povo, perante esta decisão 
do governo de nos confiscar para agradar à Mood'ys, 
deixa de me inquietar...porque antevejo medidas ainda 
mais gravosas...quem permite a tormenta e nada faz para 
se proteger, sujeita-se a ir na leva, como o lixo...
*

Distraio-me com a criança, aparentemente feliz, 
que é o meu neto...a construir castelos na imaginação...
dou por mim a viajar nele, a ser nele, sendo eu o outro, 
incapaz de o proteger da calamidade humana que se 
instalará na próxima década...se não se der o 
acontecimento por muitos esperado...aceno-lhe com a 
esperança...armo-o com a coragem das palavras...
incito-o a viver sem medo...
*

De volta à realidade..o Cerejeira, anafado na pele 
e na voz do Policarpo, sem pudor, a vingarem-se dos 
ímpios que os relegaram para plano secundário...
a benzer a medida do governo que confisca uma 
percentagem igual para todos, a partir dos 
bastantes 485 euros, de um mês do salário, produto 
do trabalho das ovelhas da redenção perdida...a considerar
tão igual o confisco...equilibrado...entre quem ganha 
700 ou mil e os que ganham 50.000 ou 100.000 por cada 
mês vencido...de fora ficam os ganhos da usura...bolsa 
e outras traficâncias paralelas...
*

Cresce-me a indignação por não ser eu suficiente..
por não ouvir o rumor indignado...os sindicatos esperam 
para ver...os partidários da chamada esquerda, bocejam 
indecisos...o Mário Nogueira encontrou, enfim, 
um interlocutor à altura...os indiferentes, procuram uma 
brecha por onde escapar...a Europa definha, rodeada de 
mediocridade...os paises emergentes esperam uma oportunidade 
de nos cravar a unha...as mentes criminosas que movem 
as marionetas dos diversos poderes exultam, ante a façanha 
fascinante de serem o mais temivel poder...
*

Estou louco...penso...povoado de fantasmas que mais 
ninguém vê ou sente...obsessivamente à espera da 
liderança feminina que tarda...perco o miúdo de 
vista no parque infantil, onde me revejo nas crianças 
que ainda sorriem...até quando? penso nos pais de classe 
média confiantes que aguentam a pressão...penso 
nos jornalistas engajados ao poder económico que regula 
as redacções dos órgãos de informação...o Cerejeira 
na pele de Policarpo...o presidente da República 
cilindrado...não vejo o puto..corro em volta das 
construções...só me faltava que confiscassem o puto...
*

De repente ocorre-me...e se isto tudo não passasse 
de uma encenação macabra?...a Mood'ys, os governos, 
os detentores da massa financeira...aliados de origem 
há tanto tempo...a forma orquestrada como se 
empenharam em denegrir o governo anterior...a contra 
informação...o alarme social...o vexame pessoal...nada 
melhor para levantar a moral de um povo que considerar 
o país como lixo...

autor: jrg
05
Jul11

O DÉCIMO TERCEIRO MÊS NÃO É UM SUBSÍDIO!...

NEOABJECCIONISMO

I

A insistência com que governo, órgãos de informação e comentadores políticos, denominam o 13º mês de salário, como subsídio de natal, cria na ideia das pessoas, dentro e fora da substância que o consolidou como parte integrante do rendimento do trabalho, que os trabalhadores Portugueses são subsidio dependentes...mistifica a ideia que é matéria confiscável...alimenta a ideia que é um extra dispensável...

II

ora...todos os intervenientes do mundo laboral sabem que o salário de um trabalhador é composto de um valor ex: 1000 euros X 14 meses...se não fosse X 14 meses, o salário real seria 1160 euros X 12 meses... logo, este anúncio que visa taxar com um imposto extraordinário o 13º mês de todos os trabalhadores, feito pelo actual governo, como a primeira medida de fundo que se propõe levar a cabo, para salvar o país da bancarrota, põe a nu o carácter Feudal da medida em si e a arrogância prepotente com que utiliza os mecanismos administrativos para confiscar uma percentagem desse salário...não pede...confisca...

III

O 13º mês é ainda uma consequência do catolicismo aliado ao estado e aos interesses económicos que assim contam com essa reserva financeira "extra", paga aos trabalhadores apenas no final do ano, para ser gasta em presentes e iguarias na festa natalícia, adoptada para o efeito...talvez por isso, assistimos a uma estranha solidariedade da confederação do comércio e serviços

IV

À evidência do que aqui exponho e defendo, que o 13º mês é salário e não subsídio, acresce a forma como o governo se prepara para espoliar os trabalhadores a recibos verdes, dividindo os rendimentos por 14 para achar o valor, a que eles chamam de subsídio de natal, sobre que incide o confisco...o governo anterior, apelidado dos adjectivos mais torpes que a língua Portuguesa comporta, cortou nos salários da função pública, estabelecendo um limite a partir dos 1500 euros...este novo governo dos salvadores da pátria financeira, não só expandem o confisco a todos os trabalhadores em geral, como encurtam o limite para o valor do salário mínimo nacional: 485 euros...

 

É uma vergonha!...provoca a indignação...

 

ver alguém que se apresenta como defensor da Nação que governa, confiscar 7,5 euros a um trabalhador que recebe um pouco mais... 500 euros...

Para os senhores Joe Berardo, Belmiro,Soares dos Santos, Espírito Santo e tantos outros, o 13º mês são trocos, face às avultadas mais valias com que se banqueteiam na vida efémera...para um mero trabalhador, é uma angústia..

V

Se os trabalhadores Portugueses, consentirem na aplicação desta medida, sem o mais veemente protesto, estão a abrir portas a que, de confisco em confisco, e dado o panorama de desespero global, se dê a confiscação total e permanente, dessa componente salarial, dividida para consumir, mas sacrificada às novas exigências dos mercados...

VI

Posso ser queimado na fogueira da paz pública ou privada, mas não calarei a voz da minha alma indignada...

 

autor: jrg

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa útil - home - pesquisa avançada - últimos posts - tops / estatísticas direito de resposta - área de utilizador - logout informação - ajuda / faqs - sobre o blog.com.pt - contacto - o nosso blog - blog.com.pt no Twitter - termos e condições - publicidade parceiros e patrocinadores