Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

NEOABJECCIONISMO

O abjeccionismo baseia-se na resposta de cada um à pergunta: QUE PODE FAZER UM HOMEM DESESPERADO QUANDO O AR É UM VÓMITO E NÓS SERES ABJECTOS?- Pedro Oom .-As palavras são meras formalidades... O NEOABJECCIONISMO, n

NEOABJECCIONISMO

O abjeccionismo baseia-se na resposta de cada um à pergunta: QUE PODE FAZER UM HOMEM DESESPERADO QUANDO O AR É UM VÓMITO E NÓS SERES ABJECTOS?- Pedro Oom .-As palavras são meras formalidades... O NEOABJECCIONISMO, n

27
Mar10

ENCONTRO

NEOABJECCIONISMO

 

 

foto tirada da net

 

{#emotions_dlg.blueflower}

 

sabemos apenas de cada um de nós o mito

uma silhueta virtual com que nos apresentamos

teus olhos os lábios o rosto em que me fito

partimos ao encontro no tempo que pensamos

 

talvez curiosos de saber se nos mentíamos

a imagem que nos demos era passado ou já presente

as palavras eram ditas porque nelas nos sentíamos

ou eram fantasias expandidas pela mente

 

vi-te de longe seduzido tão sensual inquieta

o corpo em movimento o olhar instante

não eram nítidos os contornos que a luz projecta

mas vi a tua alma adejar sobre ti arfante

 

senti um arrepio de excitação um doce frémito

o coração acelerou seu batimento

olhos nos olhos meigos enfim me dizes te acredito

podes entrar e ser em mim um sentimento

 

o teu sorriso belo encantador e confiante

o beijo que trocamos na face quente

a frescura que ficou duradoura tão marcante

de alma que entrou em quem a sente

 

do silêncio que fizemos dentro de nós renasceu

uma outra chama até então desconhecida

um homem uma mulher cada alma estremeceu

num mundo novo de criança embevecida

 

saem dos teus lábios palavras ébrias inebriantes

sigo o movimento sensual quando se abrem

e ao fecharem-se ambos suados de ti puros amantes

leio o que dizes sem ouvir os sons que fazem

 

autor: JRG

 

 

 

 

27
Mar10

ESTADOS DA ALMA...

NEOABJECCIONISMO

 

se eu fosse caule e tu flor...
se corressem dentro de mim os teus anseios...
se eu dentro de ti esbanjasse amor...
se para atingir um fim fossemos os meios...

o direito constitucional à livre circulação de pessoas no território Português, não é reconhecido nem respeitado na entrada e saída de Lisboa pela margem sul do Tejo... para um vagabundo, deslocando-se  a pé, ou de bicicleta, a única alternativa é a ponte de Vila Franca...e ninguém se preocupa com este atentado aos direitos, liberdades e garantias dos cidadãos...

mandaste-me amor belo presente
na tua alma embrulhado de lascívia
o teu corpo inteiro em chama ardente
que no meu se embrenhou em rebeldia

corremos o risco de sermos considerados lá fora tanto como desconsiderados cá dentro...que élites vos legamos, juventude!...as drogas enriqueceram criminosos impunes e destruiram gerações de líderes competentes...

tomei um chá de Lúcia lima
para aquietar meu coração
é uma planta em cuja estima
confio a alma plena de ilusão

sempre que desvendamos um mistério que nos apaixonou, o resultado é uma desilusão...é assim o homem...o segredo da mulher é manter-se misteriosa...

há um corpo de mulher assim despida
no meio do mar sobre a restinga
base efémera enquanto vaza ali detida
baluarte da maré que nela vinga

há pessoas aprisionadas dentro da sua consciência e da consciência dos que influiram na sua formação, para se libertarem precisam de assumir a sua inconsciência...

quando eu sinto que me sentes
e tu sentes que eu te sinto
se sentes que eu sei que não mentes
e eu sinto que sabes que não minto...

na guerra só há uma estação, o Inverno infernal...só na guerra não é crime matar, a morte do outro é considerada legitima defesa, mesmo que o matador seja o agressor...lembrei-me disto a propósito da Primavera...

em cada Primavera a esperança
do renascimento na fecundidade
sentir a alma pura da criança
que teima em ser de nós realidade

nos anos 60 a expectativa era saber se a máquina viria para substituir o homem, ou para lhe proporcionar mais lazer e fruição dos saberes... inegavelmente a máquina proporcionou ao homem a era do conhecimento global, mas, a par do desenvolvimento , vem arredando cada vez mais homens do mercado de trabalho e corremos o risco de nos transformarmos em subsidio dependentes, até à falência inevitável do estado social...

quando pensava nos medos
e de como das amarras me libertei
eis que surgem novos enredos
no homem kafkiano de fora da lei

casar era um conceito que permitia ao homem dispôr de uma mulher submissa, para sexo, comida, cama e roupa lavada... não obstante a evolução operada nos últimos anos, ainda há demasiados homens que pensam assim...

vou embora!...
não estou para te aturar
não vás!...lá fora...
há gente que desespera de esperar

vou embora!...
fartei-me de maus tratos
não vás!...prometo agora...
respeitar os teus direitos

vou embora!...
não acredito em novas boas intenções
não vás!...linda...sedutora
descobri de mim novas versões

autor das reflexões e dos poemas: JRG
19
Mar10

MULHER DESEMBRULHADA

NEOABJECCIONISMO

foto tirada da net

 

 

vejam só

o marido enciumado

prendeu o sorriso dela

postou na garganta um nó

do olhar entusiasmado

nada resta só a alma se rebela

 

vejam bem

se faz sentido não ser

a mando de quem quer que seja

se quem nos prende é alguém

que na ambição de nos ter

nem nos sente quando beija

 

vejam lá

de súbito a luz voltou

aos olhos que tinham medo

o som do riso ecoa oxalá

a mulher enfim liberta do degredo

tenha saído do frio que a gelou

 

 

autor: JRG

15
Mar10

SEXO FORTE...

NEOABJECCIONISMO

há homens que repudiam e contestam

sua mulher esposa semi-despida

a calcinha surgindo sob o vestido que as formas encurtam

preferem ver em outras pagas à medida

 

se a mulher deles tivesse a ousadia

de assim despida temperar a desavença

seria tida por puta mulher vadia

fora dos conceitos e lida a sentença

 

há homens que inibem na esposa a fantasia

intimidam-se se ela ousa tomar a dianteira

mulher deles deve ser pudica e não amásia

ficam sedentos mas não vergam senão ao sonho da rameira

 

se uma mulher quiser ser de si inteira

assumir do ser toda a vontade

olham de lado machucam nela a verdadeira

e vão pagar a outra a liberdade

 

Ergue-te oh deusa absoluta da criação

não é tão frágil a flor exposta à tempestade

mais forte que viver em eterna submissão

é ser livre de escolher amar amor com amizade

 

autor: JRG

10
Mar10

OS TEUS OLHOS VERTEM LÁGRIMAS

NEOABJECCIONISMO

 

foto tirada da net 

 

dos teus olhos belos saem lágrimas

são de dores que escondes nos sorrisos

teu coração sangra das lástimas

por falsos teus amores tão indecisos

 

dos teus olhos meigos escorrem lágrimas

segredos de alma de mulher

chora até que sequem logo animas

como a flor orvalhada volta a erguer

 

dos teus olhos doces vertem lágrimas

amaste sem saber a indiferença

que depressa se cansou e ainda a mimas

mais valera que lhe lesses a sentença

 

autor: JRG

 

 

05
Mar10

ESTRANHO !...

NEOABJECCIONISMO

 

 

foto tirada da net

 

 

 

 

 

 

 

Estranho!...

*

estar em frente do espelho

e o rosto que eu vejo

não é já o meu

é o teu

**

Estranho!...

*

que me tenhas tomado

num ponto algures difuso

e eu te tenha pensado

do pensamento sem uso

**

Estranho!...

*

após o estremecer do medo

esta súbita alegria

o desvanecer do teu rosto o segredo

a tua alma em sangria

**

Estranho!...

*

que dentro da mesma hora

num outro lugar

talvez distante embora

tu me olhes no espelho a pensar

**

Estranho!...

*

ver o teu coração

 a batida nele constante

o sangue o fogo a ilusão

ser dele teu amante

**

Estranho!...

*

ver meu rosto no centro dele

teus beijos salpicos de sangue

sob a mesma fina pele

que nos cobre a alma e expande

**

Estranho!...

*

a suave e pura sinfonia doce paz

ser na tua raiz  estranha víscera

aquietando a dúvida onde jaz

teu medo de ser mulher adúltera

**

Estranho!...

*

*navegar em tuas veias

exuberar-me nos pontos luminosos

arrancar os pontos negros densas teias

sentir anseios vertiginosos

**
Estranho!...

*

esta viagem que não quero tenha fim

dentro da tua alma amorosa

cheirar a essência de teu cheiro de jasmim

ver-te no espelho bela e ditosa

**

Estranho!...

*

a magia que o espelho me transmite

era o teu corpo em mim a penetrar

e por ele se avivou sublime meu apetite

quando voltei de ti a soletrar...

 

a m o - t e...a m o - t e...a m o - t e

 

autor; JRG

03
Mar10

FESTA À FLOR DA ALMA

NEOABJECCIONISMO

 

 

 

foto tirada da net 

 

 

 

se uma flor na alma me desperta

para olhar e ver sua beleza

desfruto extasiado de tal oferta

saltando a onda da tristeza

 

fico nela embevecido enquanto dura

momento de plena expectação

Afrodite Helena Julieta ou a loucura

não há forma de acalmar o coração

 

sorvo as gotas doce mel orvalhadas

que se soltam lentas pegajosas

afago as pétalas maviosas aveludadas

aspiro odores que emanam cores mimosas

 

há no âmago de tal flor um arco íris

de fantasias assaz maravilhosas

saltito de cor em cor os meus sentires

deleito-me em suas virtudes belas ditosas

 

se uma flor me afecta em lasciva sedução

se me exalta na alma a mente

deliro e procuro não ser dela uma ilusão

antes a luz que a guia e a pressente

 

autor: JRG

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa útil - home - pesquisa avançada - últimos posts - tops / estatísticas direito de resposta - área de utilizador - logout informação - ajuda / faqs - sobre o blog.com.pt - contacto - o nosso blog - blog.com.pt no Twitter - termos e condições - publicidade parceiros e patrocinadores