Domingo, 29 de Junho de 2008
D E S A F I O A DUAS MÃOS

DESAFIO. Eu Neoabjeccionismo e o Mocho Velho lançamos um desafio a todos, todas, nossos amigos e amigas, ou a quem nos visitar, que achem interessante responder de si a seis questões que julgamos pertinentes, colocadas por nós. E em que os comentários podem ser cruzados por entre todos os intervenientes

 Três destas questões, as colocadas pelo Mocho Velho, serão editadas neste blog. As três outras, colocadas pelo neo, eu próprio, serão colocadas no blog do Mocho Velho.
Esperamos a vossa participação com a alegria que vos, nos é própria:
 
                                        DESAFIO -Questões do Mocho Velho
 
1-.Como encara o suicido ( em geral)...................................................................................................................................
2- Qual é a melhor coisa, (concreta e definida), que uma pessoa pode deixar neste mundo?..........................................................................................................................................
3 -O que mais o (a) horroriza e transtorna no mundo actual?..........................................................................................................................................

 

O desafio está aberto a todos que queiram participar. Para ir a mocho velho: mochovelho

Estamos no dealbar de uma nova era, um nova ordem internacional surge, perfila-se no horizonte..

Os homens mostram-se incapazes de suster a derrocada do Planeta. É tempo das mulheres mostrarem a sua verdadeira face. E de os homens colaborarem com elas.

sinto-me: sábio
música: pássaro de fogo
publicado por NEOABJECCIONISMO às 19:00
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
30 comentários:
De NEOABJECCIONISMO a 29 de Junho de 2008 às 22:46
Mocho Velho.
1 - O suicídio é um acto de grande coragem do individuo sobre si, enquanto ciente de si, como uma evidência do existir e quando se apercebe da inexistência de valores que consubstanciem a continuidade do fim a que se propôs.
O individuo desprende-se de si e é do lado de fora do seu ser que ele se vê como uma evidência de solidão a que precisa de por termo, como pertença dele, a vida dele.
2 - A melhor coisa que uma pessoa pode deixar neste mundo de anónimos, que nunca chegam à ribalta, é uma imagem de humanidade extrema que o distinga da mediocridade. Ser amado por tanto ter amado os homens e mulheres de bem que teve o privilégio de conhecer.
3 - Sem dúvida a guerra. A prepotência sobre populações indefesas e a fome, em especial as crianças, na corda bamba das boas intenções entre os desperdícios que fazem subir os preços e a corrupção na distribuição hipócrita das chamadas ajudas humanitárias.
De contoselendas a 29 de Junho de 2008 às 23:31
1- O suicídio é o acto praticado por alguém que perdeu o sentido do que é viver.

2- O amor que deixou na lembrança dos que cá ficaram.

3- A existência do Ódio.

Contoselendas
De mochovelho a 30 de Junho de 2008 às 23:26
Por favor ver resposta no blog do Mocho velho
De contoselendas a 1 de Julho de 2008 às 00:12
Olá, já fui ler o q o mocho velho escreveu. Na vida um homem deve perceber que um debate são trocas de ideias e não uma competição pelo que esta mais certo. Por isso se diz: a razão é a coisa mais bem distribuida a face da terra ninguem quer mais do que a que tem. Devemos tentar perceber que nem todos pensao como nós e aceitar isso. Na vida de uma empresa é pela troca de ideias e não pela de razões que se evolui. Na vida é igual. Um Abraço.

Contoselendas
De NEOABJECCIONISMO a 1 de Julho de 2008 às 09:22
Contoselendas.
Um debate é isso que dizes, e é com o sentido da procura de soluções, de respostas ás nossas inquietações. Não é uma competição, ainda que seja um jogo que aceitamos jogar sem conhecer os intervenientes. Bem vinda a tua participação. Acompanho com entusiasmo o teu diálogo com mochovelho. O meu espírito, o nosso espírito, é aprender.
Um abraço
De contoselendas a 2 de Julho de 2008 às 04:01
Falar-se de suicídio, pessoalmente, é falar-se de algo bastante complexo. Existe o suicídio de alguém que por qualquer “motivo”, existe o suicídio do suicida enquanto terrorista, existe o suicídio dar a vida por algo\ alguem que acreditamos merecedores desse sacrifício. Explo: Dar a vida para permitir a alguém fugir ao assassino, etc. Os dois últimos que mencionei semelhantes pois tem a ver com cultura e valores. Na Grecia antiga havia a “Tragédia Grega” os actores morriam. Era aceite como natural. Cultura, Valores.
Os cientistas dessa área Psicologia/ Psiquiatria dizem, actualmente, que estes comportamentos são o resultado de alteração de comunicação no sistema neurológico, dos neurotransmissores que julgam ser os responsáveis por tais comportamentos. Existe também quem diga que a hereditariedade tem influencia - famílias a onde houve alguém que se suicidou, ou tentou, haverá maior predisposição para esse acto de autodestruição.
Por aqui se vê o quanto é complicadíssimo ter certezas ou chegar a um ponto de consenso.
Há verdade.

Contoselendas
De sunshine a 30 de Junho de 2008 às 19:43
Em relação ao suicidio, nunca me consegui definir, se o considero um acto de coragem ou de cobardia. Se por um lado penso que ´só num acto de coragem se consegue faze-lo, por outro creio que existe sempre uma solução, e que morrer é a solução mais simples, ainda que dificil. Excluo aqui a eutanásia, que é diferente.
O melhor que podemos deixar neste mundo é o prolongamento da espécie, os nosso filhos, que perpetuam o nosso nome e a especie humana.
O que mais me horroriza é a indiferença para com o próximo. A falta de compaixão. Sinceramente arrepia-me. Certo dia, um casal de idosos, atrapalhou-se numa escada rolante, com as compras espalhadas e um deles a cair. As pessoas passavam e olhavam. Fui eu e o meu filho que os fomos ajudar. Como tivemos a iniciativa, outros vieram. Estas atitudes horrorizam-me. A fome, provoca-me dor. Profunda
Perguntas dificéis José Sequeira!! Beijinhos
De mochovelho a 30 de Junho de 2008 às 21:10
Eu sou o autor das perguntas. Quando considerar que, já um número razoável de pessoas respondeu, eu respondo também....As respostas ás minhas próprias questões estão já escritas...mas deverei ser o ultimo a responder, não para aproveitar as ideias dos outros , mas para me convencer que não tive qualquer influência nas suas respostas.....(perdoem a arrogância de eu pensar que poderia influenciar outros....é patético). E , para já , é tudo.
De umaverborreia a 30 de Junho de 2008 às 21:58
1 - Como um direito de cada um e que como tal deve ser respeitado;

2 - Das três questões a que mais indecisão me causou, talvez a melhor coisa que uma pessoa possa deixar seja uma influência positiva que mude para melhor as acções daqueles que a conheceram;

3 - Ganância e respectivas consequências.
De dias_descontinuados a 30 de Junho de 2008 às 22:23
1-A mente humana é um caminho complexo..O suicidio, para alguns, faz parte desse caminho complexo, aliás, é o fim desse caminho complexo. O medo, a cobardia, a coragem e o amor próprio são sentimentos que juntamente com as vivências e a realidade de cada um poderão determinar a decisão pelo suicidio...

2-gosto de pensar que posso deixar boas lembranças de bons momentos nas pessoas que são importantes para mim

3-a obsessão extrema pela riqueza (nem que seja apenas aparente!ahrr)
De NEOABJECCIONISMO a 1 de Julho de 2008 às 16:37
dias_descontinuados. Ele optou por responder no seu próprio blog, são feitios. E eu não resisti ao teu comentário da 1- É magistral a amalgama de conceitos todos ajustados, tão profissionalmente ajustados que eu diria que és mestre em psicologia humana. Mas não o sendo, és de uma sensibilidade sublime. E isso tudo que dizes, amiga esbate na solidão da pessoa. Não há mais nada no limite da decisão: é continuar servo ou absorver-se em absoluto na sua solidão, sendo a solidão finita a própria morte de si e por si.
A coragem advém da escolha do meio. E de estar ou não aceite, esgotados os argumentos, os apelos de recurso feitos à consciência, à nossa e à dos outros.
Eu escolheria um veneno forte, porque sou cobarde e fraco. Algo fulminante, irresistível.
beijinhos de amigo
De samsara a 1 de Julho de 2008 às 12:16
1 - Sempre ouvi do suicídio o contraditório, acto de grande coragem e de grande cobardia. Admito que é preciso ter coragem, para o acto em si, mas a meu ver é um acto de cobardia. Nunca pensei em suicidar-me, nunca cheguei a um desespero tal que me provocasse tal desejo, há pessoas que teriam todos os motivos e mais alguns para o fazer, outras será só para chamar a atenção. Mas para mim é cobardia. Acredito que tudo na vida tem um propósito, para nos ensinar algo, ao cessarmos o nosso ciclo de crescimento estamos a parar a evolução e mais, estamos a regredir nessa evolução.
2 - Os filhos, sejam eles ser humanos, sejam obras criadas por nós.
3 - O egoísmo, a indiferença face ao sofrimentos dos outros. A falta de humanismo.
De mochovelho a 1 de Julho de 2008 às 12:52
Afinal posso responder aqui... "o neoabjeccionista já me puxou as orelhas"...KKKKK!
1- Essa posição é idealista. O suícidio foi analisado com o coração e não com a cabeça na minha opinião.
2 e 3 -Quanto á resposta ás duas outras perguntas , recebo-as com um sorriso e de braços abertos.
Obrigado!
De samsara a 1 de Julho de 2008 às 16:52
Mocho Velho eu sou uma pessoa, um todo como ser e não sou só cabeça. O objectivo era dar a resposta, que está dada, como a dei ou como a dou é um problema meu e não é isso que está em causa aqui, na minha opinião. Esteja à vontade para esclarecer o seu comentário à minha resposta 1, ficaria bem. Talvez com a sua resposta às suas próprias perguntas eu possa perceber a sua capacidade de pensar e aprender alguma coisa.
Bjs.
De mochovelho a 1 de Julho de 2008 às 17:39
No que respeita ao suicidio, começa bem...Diz: " Sempre ouvi do suicídio o contraditório, acto de grande coragem e de grande cobardia." Esta é uma visão que está de acordo com o que se possa pensar , pois uma matéria como o suicidio , nunca é preta ou branca, é sempre cinzenta. Mas a seguir, toma um caminho de certezas e julga o comportamento dos outros, o suicidio, partindo do príncipio que somos todos iguais .....Não, não é assim e seremos capazes de descobrir na vida , na história , muitos suicidios que fizeram sentido, assim como somos capazes de descobrir na actualidade, (não na nossa vida felizmente...mas noutras), muitas razões para que ele possa não ser uma cobardia..... mas até um acto de generosidade. Quantas serão as nuances possíveis para um cenário real de suicídio???? Fazemos ideia, para sermos assim severos com ele? Vou escrever um post sobre isso.... penso que despertou muita atenção por ter sido sempre um assunto "Tabu"
De samsara a 1 de Julho de 2008 às 18:25
Parece-me, com a sua resposta, que está a confundir suicídio com sacrifício. Isso para mim é outro assunto completamente diferente. Ou estou enganada?
Alguém morrer para salvar outra vida, ou uma causa não é suicídio, é sacrifício.
Não acho que somos todos iguais, nem acho qe temos as mesmas razões, é apenas a minha opinião, sou treinadora de bancada, nunca tentei o suicídio, por isso na opinião de muitos a minha opinião não contará.
Mochovelho, porque escolheu esse nome? Mocho é sinónimo de mestre, sábio e velho ainda reforça estas características, é assim que se vê? ou é "só sei que nada sei"?
Hoje sinto-me provocadora
Bjs.
De mochovelho a 2 de Julho de 2008 às 02:10
Calhou ser Mocho velho....mas podia bem ser
" Macaco de Rabo pelado" Não me vejo como sábio, simplesmente gosto de mochos....pode mandar-me uma estatueta original desde que não seja muito grande.....OK! Quer saber de que género sou???? Pois aí vai: sou do género só sei que nada sei, embora no meu caso nem disso tenha a certeza. Sou de opinião que a nosssa verdade não é mais que uma visão pessoal da realidade, isto , em todos os campos. Essa a realidade, não está ao nosso alcance, até porque pelas leis da físsica,(abusando e tomando-as como certsa...ai,ai!), ao observarmos a realidade interferimos com ela e deformamo-la..... Sei que o que digo são apenas opiniões e não dou ao que digo, ao que escrevo, mais valor do que isso......MAS GOSTO DE CONVERSAR, e, ÀS VEZES, PARA CONSEGUIR ISSO ATÉ SOU OBRIGADO A EXPRESSAR OPINIÕES QUE NÃO PROFESSO.... acredita??? E tudo isto para poder ter uma conversainteressante, como esta , por exemplo....
Sacrificio , suicidio.... Pode classificar um suicidio ou o seu objectivo como um sacrificio, mas não entendo como o acto, por essa razão deixa de ser um suicidio????? Morte auto inflingida , não é? Se puder leia no meu post o que estoua aescrevers sobre o suicidio e dê-me a sua opinião.... gostaria bastante. Vou visitar o seu blog ...GRRRRR!!!! kkkkk!
De Lala a 1 de Julho de 2008 às 14:46
Olá neo.
Vim participar.

1- O suicidio é uma forma desesperada de pedir atenção, (sei o k digo pk já o tentei).
2- Os amores e as amizades k partilhou.
3- A pobreza em k vivemos e a apatia de kem devia fazer alguma coisa e não faz nem ker fazer.

Bjinhos.

Lala
De mochovelho a 1 de Julho de 2008 às 17:52
Quem responde é o mocho velho, pois como está explicado sou eu o autor das perguntas.
1- Há suicidios para chamar a atenção.... estou a lembrar-me de pelo menos dois suicidios por imolação pelo fogo, em praça pública, para chamar a atenção para uma determinada situação político social. Um deles ocorreu na àsia , India parece-me e outro num dos então países da Europa do leste. Quanto aos suicidios para chamar a atençaõ sobre a pessoa em questão , são inconscientemente ( ou conscientemente ), planeados de modo a não resultarem....... Há senhoras muito nervosas que se "suicidam" várias vezes por ano.......
Um abraço!
De Lala a 2 de Julho de 2008 às 14:23
Olá Mocho.
Acredito k assim seja, mas a minha tentativa de suicidio tinha razões de ser, e mt graves.
Mas tb serviu para aprender com ela.
Aprendi k tinha amigos k me rodeavam e k me apioaram incondicionalmente, sem criticar ou por em causa o k eu tinha feito.
Ensinou-me tb a dar mais valor á vida.
Hoje sou uma mulher feliz.
Bjinhos.
Lala
De pequenarebelde a 1 de Julho de 2008 às 19:03
DESAFIO -Questões do Mocho Velho

1- Já ponderei acabar com a minha vida há muitos anos atrás. não sou de desistir assim tão fácil. Costumo dizer que não tenho medo de morrer tenho medo de ficar depente ou sem capacidades. Para mim era mais fácil suicidar-me que continuar a viver como vivia. Não optei por nenhuma, decidi recorrer a forças que não sabiam que existiam.Mas compreendo que a solidão e a frustação de estar no fundo do poço pode levar muito boa gente da desistir da coisa mais maravilhosa que temos: a vida!

2. Os filhos, ainda não os tenho mas tenho 7 sobrinhos maravilhos! As crianças são sem dúvida a melhor alegria e esperança no futuro!

3-A falta de esperança e fé das pessoas, pessoas que se conformam e não fazem nada para melhororar a sua situação. A hipocrisia das aparências que rodeia o mundo actual.
De mochovelho a 2 de Julho de 2008 às 13:18
É extraordinário!..... Esta resposta poderia ser dada por mim próprio ás minhas questões...faço minhas as suas palavras, pequenarebelde. Que posso eu dizer??? Apenas desejar que as circunstâncias que a fizeram ponderar acabar com a sua vida se tenham ido embora e não voltem mais. Um abraço.... e um muito obrigado.
De mochovelho a 2 de Julho de 2008 às 13:19
É extraordinário!..... Esta resposta poderia ser dada por mim próprio ás minhas questões...faço minhas as suas palavras, pequenarebelde. Que posso eu dizer??? Apenas desejar que as circunstâncias que a fizeram ponderar acabar com a sua vida se tenham ido embora e não voltem mais. Um abraço.... e um muito obrigado.
De mochovelho a 2 de Julho de 2008 às 13:19
É extraordinário!..... Esta resposta poderia ser dada por mim próprio ás minhas questões...faço minhas as suas palavras, pequenarebelde. Que posso eu dizer??? Apenas desejar que as circunstâncias que a fizeram ponderar acabar com a sua vida se tenham ido embora e não voltem mais. Um abraço.... e um muito obrigado.
De mochovelho a 2 de Julho de 2008 às 14:38
Desculpwe pequena rebelde, ..... pareço um disco riscado.... ( se calhar até sou)!
De pequenarebelde a 2 de Julho de 2008 às 18:05
Olá mochovelho,
felizmente a vida deu tantas voltas que nunca mais ponderei acabar com ela. Não é fácil a minha vida(longe de mim ser vitima, sei que existem vidas bem piores), mas com muito jogo de cintura e boa disposição vamos superando tudo não é verdade?
Uso muito uma frase feita que é :o que não nos mata torna-nos mais fortes" e ao longo do tempo fui aprendendo a lidar com a vida. Sabe que não lamento nada ser uma miúda precoce ehehe sair de casa cedo fez-me bater com a cabeça vezes sem conta, superar desgostos e mágoas, mas também me diverti muito, conheci muita gente e ficaram alguns bons amigos, brinco sempre as vezes demais. Já diz a minha irmã: "tu escondes o sofrimento com o riso" Ao que respondo chorar não posso, já chorei demais... Mas acho que temos que ver o lado positivo e rir um pouco dos nossos problemas, não?
Ah e claro não parece nada um disco riscado ehehehehehehehehe
Um bem haja pelas suas palavras!
Obrigada!
beijocas rebeldes!
De pequenarebelde a 1 de Julho de 2008 às 19:06
olá neo.
já participei no desafio e quero agradecer os comentários que tem feito no meu blog.
passei mesmo à pressa prometo voltar com mais tempo.

beijinhos rebeldes
De NEOABJECCIONISMO a 1 de Julho de 2008 às 19:29
pequenarebelde. És um doce de menina. Alguém me segredou ao ouvido que tu existias. Obrigado por teres vindo. Gostava de conhecer melhor essa tua história de pré suicídio, de teres pensado nisso, mas são assuntos tão íntimos que respeito a tua decisão. Suponho que és muito nova e pensar que passaste por um trauma tão intenso, deixa-me inquieto.
Adorei que viesses.
Beijinhos (não posso dizer o nickname porque soa mal) direi ousados de amigo

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
.posts recentes

. FELIZ ANO 2018 - QUE SEJA...

. SAÚDO O NATAL DE TODA GEN...

. A APAGAR O FOGO QUE O CRI...

. NÃO OBSTANTE

. OS VAMPIROS CONTRA-ATACAM...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Outubro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Outubro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

. CONVITE - LANÇAMENTO DO L...

. A PÁTRIA DO HOMEM É A ALM...

. Rogério Martins Simões - ...

. Um pedido especial

. Ano novo=)

. Início

. Cresci & Renasci

. Marcas de paixão

. História Romanceada...

. Destaque da semana...

.links
MyFreeCopyright.com Registered & Protected
Rimador Luso-Poemas

Palavra Terminação
.Romanesco-Biocrónicas
OFERTAS - NATAL - ANIVERSÁRIO - UMA ORIGINALIDADE - A SUA VIDA NUM ROMANCE
Escrevo histórias de vida de pessoas que se...
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa útil - home - pesquisa avançada - últimos posts - tops / estatísticas direito de resposta - área de utilizador - logout informação - ajuda / faqs - sobre o blog.com.pt - contacto - o nosso blog - blog.com.pt no Twitter - termos e condições - publicidade parceiros e patrocinadores
fio de Ariadne
blogs SAPO