8 comentários:
De sunshine a 24 de Junho de 2008 às 23:24
Para mim as palavras são precisas, os silêncios não me bastam. Mesmo quando são cheios de significados. As palavras tornam reais os pensamentos que os silêncios nos induzem. As palavras são essenciais por necessárias. porque são inesquecivéis, e permanecem.
Beijos
De NEOABJECCIONISMO a 25 de Junho de 2008 às 00:00
Sunshine.
Viva querida amiga, já te julgava de férias e sem aviso.
As palavras são preciosas, mas os silêncios...o que eles confirmam das palavras.
Nunca te aconteceu ficar sem palavras, isto é, não poderes dizer as palavras? E ser o teu silêncio, ou de outro, um outro silêncio de alguém, tão comprometedor. E vê, o silêncio não faz prova de nada. É um sentimento indelével de quem sente. Não há registo dos silêncios.
Eu penso que os silêncios se podem tornar mais inesquecíveis que as palavras.
Que bom ter-te de novo junto a nós, a mim
Beijinhos
De Anónimo a 25 de Junho de 2008 às 10:21
Comentário apagado.
De NEOABJECCIONISMO a 25 de Junho de 2008 às 11:11
MIMI. E eis que vens ilesa do São João, a sonhar o fim de semana que se aproxima.
Não sentes tu, amiga, influências de ninguém, no teu dia a dia? É isso, somos seres mais ou menos influenciáveis. Porque nada é nosso do que existe, somos feitos de tantos pedacinhos de matéria que influenciam o nosso viver, o nosso sentir.
Telefonista pública ou privada?
Beijinhos
De mimi a 25 de Junho de 2008 às 15:25
Meu querido Neo eu sinto influências no meu dia a dia dos meus Pais, do meu marido, de alguns colegas de trabalho, de amigos e amigas, enfim de várias pessoas que me são queridas nesta vida.Sou telefonista numa empresa privada, o meu marido também trabalha na mesma empresa como estafeta.E tu sentes influências de quem é importante na tua vida?Beijinhos.
De NEOABJECCIONISMO a 25 de Junho de 2008 às 18:59
mimi.
Claro, amiga, sofro influências de pessoas que conheci, que li, que vivi. Eu próprio serei alguma influência de filhos, netos, por ventura algum amigo.
Sofro influências do ambiente, do tempo, dos astros.
Foi uma tarde agradável na tua companhia.
Beijinhos
De mimi a 26 de Junho de 2008 às 14:41
Neo eu também sofro influências de livros que li na minha vida, do ambiente, do tempo(clima, detesto os dias de chuva e vento) e dos astros.Para mim a tarde de ontem também foi muito agradável na tua companhia.Beijinhos.
De NEOABJECCIONISMO a 26 de Junho de 2008 às 14:59
mimi.
Mesmo tendo dito que tinhas nome de cão no blog e que isso não é gente? Risos prolongados.
Os livros marcam profundamente, se forem densos e profundos na análise psicológica dos personagens.
Mimi, eu adoro os dias de chuva forte e vento. Vendaval.
Em tempos fazia eu um tipo de pesca artesanal. Estava uma tempestade medonha. Na praia, quando a maré vaza, fica um espaço largo de areia molhada. O vento era tão forte que secava a areia. E eu era o único homem sob e sobre aquele vendaval. Como se fora o último. Foi uma noite de grande prazer e peixes, 18 robalos.
Beijos
De mimi a 26 de Junho de 2008 às 17:46
Olá Neo eu fico nervosa com a chuva e o vento, também detesto as trovoadas.Sei que a chuva é necessária, mas prefiro que chova de noite, quando eu estou a dormir.O meu marido também gosta da pesca, eu é que não tenho muita paciência para o ver a pescar.Estou a imaginar a cena da tempestade, como deves ter adorado essa aventura toda.Gostas do perigo, de viver até ao extremo?Pois eu cá sou muito medricas, gosto de jogar pelo seguro.Beijinhos de amiga.

Comentar post