7 comentários:
De Anónimo a 30 de Agosto de 2009 às 15:48
Comentário apagado.
De maria de fátima a 31 de Agosto de 2009 às 09:38
Olá João, em Jerusalém nasceu Jesus Cristo.A Palestina será um país que nunca terá paz.Beijocas.
De NEOABJECCIONISMO a 3 de Setembro de 2009 às 21:44
Olá Fatinha.
Tudo bem?
Tens assim tanta certeza, amiga? que nunca haverá paz na Palestina? Já vi que lestes os livros sagrados e eu a julgar que te tinha dito, um dia, para não usares a palavra "nunca", mas pronto, se o dizes, tudo bem, mas eu quero ter esperança que a paz será na Palestina uma evidência, um dia destes.
Beijos
De maria de fátima a 4 de Setembro de 2009 às 09:48
Olá João, penso que me expressei mal, foi uma maneira de falar.Parece que há países que vivem sempre em guerras e conflitos, assim como há outros que vivem na miséria.Eu gostava que o mundo inteiro vivesse em paz e harmonia, que as pessoas tivessem o suficiente para viver dignamente.Beijocas e bom fim de semana.
De NEOABJECCIONISMO a 8 de Setembro de 2009 às 00:04
Olá Maria de Fátima.
Infelizmente não depende dos nossos gostos, mas de vez em quando é bom relembrar.
Beijos
De M.Luísa Adães a 5 de Setembro de 2009 às 21:30
Neo

Conheço Jerusalem e também Jericó.

Dividida por crenças religiosas, vai sendo reconstruída
e destruída numa espécie de filme repetido. Fala-se nos Grandes Palácios na paz necessária, mas nos bastidores a morte espreita as suas presas e leva-as de forma séria.
A guerra alastra-se e divide-se como um grão de areia em milhentos pedaços. E a paz tão necessária,
perde-se neste deserto banhado por quatro mares...
Tão cobiçado!...

Do Livro : os 7 Degraus de Maria Luísa Adães

E Jerusalém Cidade Santa - assiste ao desmoronar
constante à sua volta.

Gostei muito do tema e como está apresentado.

Beijos,

Maria Luísa
De NEOABJECCIONISMO a 8 de Setembro de 2009 às 00:12
Maria Luísa.

Oh como sou feliz com o comentário
que a poeta em seu sentir me presenteou
em Jerusalem é proibido amar a um contrário
mas em Lisboa amamos toda a mãe que o filho gerou

Obrigado amiga pela tua conecção de amizade, tenho que te visitar mas ando aqui numa roda viva em volta de um outro tema, agradeço a tua compreensão.
Beijos
Neo
De M.Luísa Adães a 8 de Setembro de 2009 às 10:49
Neo

Na realidade tenho sentido a tua falta aos meus poemas.
Gostava, quando possível, me visitasses e lesses algus dos poemas que tenho escrito.

beijos e obrigada,

Maria Luísa

Comentar post