Sexta-feira, 29 de Março de 2013
SÓCRATES !


SÓCRATES
***
a palavra Sócrates
coloca tanta muita gente furibunda
primeiro o Grego da filosofia
depois foi o Brasileiro e seus fortes remates
agora é o político Tuga que a circunda
depois de ser julgado pérfidamente à revelia
*
se o filósofo Sócrates
em vez de condenado a tomar cicuta
pudesse litigar sua defesa
talvez houvesse menos mais disparates
nem a razão pareceria tão estulta
quando esgrimida com sofisma e tibieza
*
se o médio Sócrates
em vez de defender ousasse ser só ataque
quem sabe no Brasil o que faria
talvez se confrontado com os dislates
mandasse golear toda a claque
estendendo à verborreia a certeira pontaria
*
o grande erro de Sócrates
o político mais audaz da Lusa história
foi ter ido a combate sem defesa
traído por amigos vaiado por orates
vítima da mais cobarde oratória
que o culpou de crimes imputados até à realeza
*
é mentira que o homem
seja na natureza o ser mais que perfeito
sendo tão frágil ao nascer e na morte
cresce a aldrabar o mundo para que o tomem
por deus do universo rarefeito
submetendo o fraco à lei imbecil do mais forte
*
melhor seria se houvesse
de cada acção ou ideia melhor entendimento
que nos estimulasse a alegria
de acharmos na vida o sentido que fizesse
luz na consciência e pensamento
que a palavra Sócrates carrega em energia
*
melhor seria se houvesse
a noção exacta da nossa ínfima pequenez
num mundo giro e maravilhoso
onde cada um de nós se incumbisse
de livrar da vida a sordidez
que mancha o pensamento livre mais ditoso
*
jrg
sinto-me: esperança
música: Jorge Palma
publicado por NEOABJECCIONISMO às 19:02
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Domingo, 24 de Março de 2013
APRENDIZ DE VIVER!
foto MManuela Dias
um momento de leitura no lançamento do livro
A MENSAGEM, Podemos Mudar o Mundo, em co-autoria
com a poetisa Zélia Chamusca...
*

APRENDIZ DE VIVER

*

«««//»»»

*

nada me dá mais gozo de viver

que o começar a coisa nova

a ser do aprender a vida inteira

correr a onda da ideia a crescer

sentir que algo me sorri e me aprova

quando a esperança ganha a dianteira

 

aprendiz de viver

sou do povo do meio

penso na vida a acontecer 

sem da morte ter receio

 

as palavras são comuns à espécie humana

um sorriso é conversa Universal

a mímica das mãos do corpo dos olhares

são marcas indeléveis até em mente insana

que sulcam sentimentos da memória original

onde o homem se procura além dos mares

 

nem sou vagabundo

nem excêntrico

nem de sábio sou profundo

dá-me gozo ser autêntico

 

ser aprendiz convicto na humanidade

de não saber quando ocorre a mudança

nem porque gravita o planeta atracado à luz solar

ser aprendiz de menor ou de maior idade

entender de todo o outro a tempestade e a bonança

eis o homem que sou a madrugar

 

não sou nem mestre

nem nada que de perto se veja

mal apreendo que me entre

tantas vezes a parte de mim que me sobeja

 

fui à guerra aprendiz de ser soldado

numa bomba que explodiu

vi a fragilidade humana ante a morte

não matei nem fui matado

mas ganhei esta visão dum povo a quem se mentiu

tão longe à procura do seu norte

 

com medo de ser e me achar

descobridor do segredo

que me nos pôs neste lugar

masturbante masturbado tão cedo

  

dei por mim a ser da mulher o mais amante

pouco me importa que seja vento

tufão furacão tornado tempestade tropical

porquê colar a tragédia ao semblante

à alma feminina tão amena se tida em seu contento

Cátia Irene Katrina não é justo é imoral

 

o bastante e irresoluto

para não deixar morrer

o absurdo o absoluto

que me absorve sem eu saber

 

quanto de tudo o que vivi é incerteza

ainda é porque todo o passado se renova

os mesmos conceitos que me te nos projectam

na amplitude do sonho a leveza

com que sobrevoo a experiência posta à prova

e redundam em verdades que me rejeitam

 

ser ainda pensante

tanto de outros que sou

na procura de mim maré vazante

entre sol e lua quem me achou

 

e agora humanos inteligentes à deriva?

depois da droga da abastança sem medida

conquistadores sem terra ou gente conquistada

regredimos no tempo para acerto da passiva

a dar lugar aos emergentes nova esperança deprimida

que o tempo é de voltar à memória estagnada

 

partir de toda a memória

genuínos na onda altiva

a soletrar a nossa história

envolta na maré viva

 

autor: jrg

sinto-me: confiante
música: Os Vampiros - Zeca Afonso
publicado por NEOABJECCIONISMO às 16:53
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Domingo, 17 de Março de 2013
ESCRAVIDÃO AO DINHEIRO !


foto pública tirada da net
*
ESCRAVIDÃO AO DINHEIRO
**
Olhem para aquele banqueiro
vagabundo sem pátria
que na vil sordidez se aguenta
cativo esbanja dinheiro
vendido à ganância que diária
suga o sangue pardacenta
*
olhem para aquele ser político
ciência da mistificação
não manda mais que acredita
no poder do vício etílico
que o dinheiro inebria a razão
escravo que escraviza a dita
*
olhem para aquele usurário
ganancioso de lucro
vegetal sem vida aferrolhado
da vida tão perdulário
que soma à cobiça o sepulcro
onde guarda o bem roubado
*
olhem para aquele comentador
tem o dom da oratória
com o qual a razão tenta iludir
rendido a dinheiro sem cor
vende a alma por uma história
dum pais preste a ruir
*
olhem para aquele empreendedor
ávido por ser o primeiro
a escravizar o homem ao produto
não faz nada por amor
vende sonhos que cativa por dinheiro
seu único salvo-conduto
*
olhem bem para aquele militar
garboso no seu uniforme
garante das leis da constituição
escravizado para lutar
defendendo quem lhe paga o pré em nome
duma ideia vaga de nação
*
olhem bem a massa dos indignados
cães raivosos na disputa do osso
distraídos lançam culpas aos do lado
desunidos para melhor roubados
da falsa liberdade que lhes cava o fosso
e os atira ao norte já confiscado
*
olhem para aquelas crianças sorrindo
de África Ásia ou Oceânia
das Américas mas também do Europeu
não querem dinheiro nem pão desavindo
um pouco de paz e de poesia
desfrutar da vida que alguém lhes deu
*
olhem p'ra aquela bela mulher
concebeu gerou criou
carinhosa a humana criatura
não quer dinheiro quer ser
do amor alguém que alcançou
viver a vida em ternura
*
olhem bem para quê tanta riqueza
há quem morra de fome
há quem morra a rebentar de fartura
há mais lobos no homem que na natureza
por uma única vez escrevam o nome
de quem vos ama e de quem vos tortura
***
autor: joão raimundo gonçalves (jrg)
sinto-me: indignado
música: vejam Bem : Zeca Afonso
publicado por NEOABJECCIONISMO às 17:08
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Domingo, 10 de Março de 2013
ESCREVO PARA TI MULHER !


foto pública tirada da net

*

ESCREVO PARA TI MULHER

**

escrevo para ti mulher

amiga companheira

porque te sinto humanidade

despojada da dimensão do ser

se a tua condição é a primeira

que dá força à liberdade

*

não há dias suficientes

neste ou noutro calendário

para contar a vergonha

dos homens vis e incipientes

que te levam ao calvário

manchando-te com a sua peçonha

*

escrevo para ti mulher

mãe de toda a humana criatura

relegada sem préstimo

sendo a tua alma o conhecer

da vida bela tanto pura

meu poema de odisseia canto enésimo

*

depois da vil tragédia

que foi apagar da história teu saber

nenhum homem tem nada para te dar

és tu quem faz agora a média

entre a glória de amar e o tempo de sofrer

é tempo de para ti cantar

*

escrevo para ti mulher

porque sou teu filho irmão amante

laço de amizade ardente

amigo não se é de um qualquer

nada é mais importante

que sentir na alma o que o outro sente

*

o tempo agora é de combate

não vale a pena chorar a memória aviltada

porque só há uma forma de vencer

é condenando os carniceiros para abate

é organizar da vida a alvorada

dignificando a velha fórmula de viver

*

escrevo para ti mulher

minha esperança de humanismo novo

encantado dos teus passos arrojados

perdoa se represento quem tão mal te quer

há mais mundo e mais povo

para além das bestas de humanos cadastrados


autor: jrg
sinto-me: esperançado
música: vejam Bem : Zeca Afonso
publicado por NEOABJECCIONISMO às 23:12
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Terça-feira, 5 de Março de 2013
VIVA A MULHER PORTUGUESA !
VIVA A MULHER PORTUGUESA!
**

viva a Maria da Fonte
com seus olhos cintilantes
a alma de fora a arfar
arrasta a multidão a monte
para varrer os tratantes
que ao povo querem matar
*

viva Deu-La-Deu Martins
com sua sabedoria
cercado o povo e já faminto
atirou pão aos mastins
vencendo tão feroz a tirania
que nos apertava o cinto
*

viva a Brites de Almeida
padeira em Aljubarrota
não se rendia o tirano
foi à toca matou sete dessa feita
tendo evitado a derrota
mais parecendo um ser insano
*

Viva a Florbela Espanca
com seu amor infinito
afrontou o másculo conceito
que uma mulher não se espanta
se o pensamento vence o mito
e faz dela o ser perfeito

*

viva Catarina Eufémia
sem medo da força bruta
manchou de sangue a campina
com coragem foi-se à tirania
mais vale uma morte abrupta
que ser por vâ feminina
*

viva a Luisa Trindade
frente ao batalhão do poder
sem medo a pedir pão
nem trabalho nem liberdade
só palavras de roer
exigindo dos traidores a rendição
*

viva Ana Maria Pinto

em toda a parte e frente ao parlamento
a voz que acorda o povo
onde houver uma mulher o que eu sinto
é um país a renascer no pensamento
na hora de acender o fogo
*

viva a mulher Portuguesa
porque é dela o movimento
que traz a revolução
na força da sua grandeza
produz novo o pensamento
com seus filhos pela mão

autor: jrg
sinto-me: indignado
música: Os Vampiros - Zeca Afonso
publicado por NEOABJECCIONISMO às 11:59
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
Domingo, 3 de Março de 2013
A REVOLUÇÃO ADIADA !


A REVOLUÇÃO ADIADA!
**
no palco havia
uma frente de mulheres aguerridas
ante uma multidão
de gente sofrida que grita abaixo a tirania
fora com os ladrões
era Lisboa no terreiro do povo
rendida ao canto
das palavras vestidas de indignação
vibrantes as vozes
dessas mulheres que da frente liam
proclamando um manifesto
do que não queremos para as nossas vidas
emocionam-se os poetas
as gentes e as crianças manifestam-se
está tudo ali quase um milhão
a ver se sai a palavra do povo que mais ordena
a ordem de ali mesmo acampar
até que os bandidos larguem o osso
mas o que sai são pedidos pungentes de fora troika
nada de violência
havemos de os cansar bramando até à insolvência
enquanto o país se arruína
porque a alma do povo ainda anda à deriva
eram tantas as mulheres
que naquele palco ante a multidão havia
mas nenhuma era Maria da Fonte
e se fossem! que desígnios de governo nos traziam?
quase um milhão de gente
inundou o Terreiro do Povo em Lisboa
e a revolução parou à hora da saída
***
autor: jrg
sinto-me: indignado
música: Grândola Vila Morena-José Afonso
publicado por NEOABJECCIONISMO às 21:57
link do post | comentar | favorito
 O que é? |  O que é?
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. A APAGAR O FOGO QUE O CRI...

. NÃO OBSTANTE

. OS VAMPIROS CONTRA-ATACAM...

. A ABOLIÇÃO DA GUERRA!...

. A HUMANIDADE DÁ-LHES UM T...

.arquivos

. Outubro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Outubro 2015

. Outubro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Janeiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

. CONVITE - LANÇAMENTO DO L...

. A PÁTRIA DO HOMEM É A ALM...

. Rogério Martins Simões - ...

. Um pedido especial

. Ano novo=)

. Início

. Cresci & Renasci

. Marcas de paixão

. História Romanceada...

. Destaque da semana...

.links
MyFreeCopyright.com Registered & Protected
Rimador Luso-Poemas

Palavra Terminação
.Romanesco-Biocrónicas
OFERTAS - NATAL - ANIVERSÁRIO - UMA ORIGINALIDADE - A SUA VIDA NUM ROMANCE
Escrevo histórias de vida de pessoas que se...
Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos
Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa útil - home - pesquisa avançada - últimos posts - tops / estatísticas direito de resposta - área de utilizador - logout informação - ajuda / faqs - sobre o blog.com.pt - contacto - o nosso blog - blog.com.pt no Twitter - termos e condições - publicidade parceiros e patrocinadores
fio de Ariadne
blogs SAPO