12 comentários:
De mimi a 22 de Setembro de 2008 às 09:41
Olá Neo é sempre bom divulgar estas acções de solidariedade e não custa nada ajudar quem precisa mais do que nós.Vou já enviar a mensagem aos meus amigos.Beijinhos.
De NEOABJECCIONISMO a 22 de Setembro de 2008 às 10:39
Olá mimi. Espero que tenhas tido um bom fim de semana. Que o dia te corra de feição, com a alegria que adivinho nos teus olhos e um coração bondoso, sempre pronto a estender os laços solidários até ao infinito do teu ser mulher.
Um beijinho de amigo
De mimi a 22 de Setembro de 2008 às 11:23
Neo obrigada pelas tuas queridas palavras.Também espero que o teu fim de semana tenha corrido bem, o meu foi óptimo.Eu gosto sempre de ajudar quem mais precisa.Eu andei no IPO desde 2003 até 2005 a ser tratada por causa do cancro da mama, felizmente é benigno.E tu estás a recuperar bem da tua operação?Beijinhos.
De NEOABJECCIONISMO a 22 de Setembro de 2008 às 11:48
Oh, minha querida amiga. mimi!...
Um dia editei um texto sobre esse tema, penso que no samueldabo. É um tema que me é muito caro, não porque o tenha sentido na pele ou na alma próxima, mas porque sinto na minha alma o abandono, a rejeição, a solidão, da mulher, quando não encontra onde devia o aconchego dos afectos.
Felizmente que era benigno, no teu caso. Que não houve ablação. Espero que assim permaneça. és uma mulher coragem.
Beijinhos
De mimi a 22 de Setembro de 2008 às 12:08
Meu querido amigo Neo obrigada pelo teu elogio, tu também és um homem de coragem.Mesmo nas situações mais adversas nós temos que ser optimistas e ver sempre o lado bom das coisas.Beijinhos.
De NEOABJECCIONISMO a 22 de Setembro de 2008 às 12:16
mimi
Hoje o espaço é só nosso!...
Posso fazer uma pergunta?
Porque é que não disseste nada no post anterior?
Sabes que sinto a falta das tuas palavras e este post que eu considero especial, porque já atinge as proporções de um conto, termina simbolicamente com a estreia da Tita como escritora. Que me dizes?
Bom apetite para o almoço
Beijinhos
De mimi a 22 de Setembro de 2008 às 12:30
Neo já imprimi as partes todas do conto para ler com mais calma e atenção em casa, por isso só te respondo amanhã.Bom almoço para ti também.Obrigada e muitos beijinhos meu caro amigo.
De mimi a 23 de Setembro de 2008 às 09:28
Olá Neo adorei ler este conto e fiquei contente por o final ser escrito no blog da tua neta.Tu és um óptimo contador de histórias, tens mesmo que pensar em publicar um livro.Beijinhos e uma boa semana para ti.
P.S.:Quando estou a ler as tuas histórias parece que estou também a vivê-las.É uma boa sensação.
De NEOABJECCIONISMO a 23 de Setembro de 2008 às 13:25
mimi.
Aposto que deste a ler ao teu amor!...
Estou à espera que me arranjes algum cliente até ao Natal. Risos...
Beijinhos
De NEOABJECCIONISMO a 23 de Setembro de 2008 às 13:31
mimi.
Obrigado pelos teus comentários que me soam sinceros. E que considero importantes para um normal desenvolvimento desse meu oficio de escrever.
Também achei giro o final, porque tinha tudo a ver com a ideia central da história.
Um dia, com o pouco que sei de ti, ainda me atrevo a traçar-te o perfil numa história de encantar.
Beijinhos e bom almoço
De menina sonhadora a 22 de Setembro de 2008 às 21:13
Achas mesmo que é uma boa opção?
relativamente ao que decidi para o meu futuro?bjs
De NEOABJECCIONISMO a 22 de Setembro de 2008 às 22:47
munina_sonhadora.
Amiga, como posso responder-te?
Quando temos uma opção por questões económicas, pode sempre haver uma opinião. Quando a opção é por gosto pessoal, por mais estudos que apresentem à pessoa, ela escolheu o que lhe pareceu próprio para si, o que gosta numa dada altura da sua vida, e não é demovível.
Sei pouco de ti, nem sei como te chamas. Gosto do que escreves, da forma deinibida e curiosa como te expressas nos diálogos em comentários, precisava de te ver os olhos, saber em que região vives, quais são os teus padrões de referências.
Quando tinha a tua idade eu queria ser escritor, porque gostva de ler, de escrever e sentia-me com muita imaginação para criar histórias. Depois percebi que precisava de vivências, de precurso de vida.
Hoje estou mais bem preparado. A minha família era pobre e pouco instruída. Eu era timido.
E tu, amiga quem és, o que és. Aí talvez possamos trocar ideias mais produtivas para ti e que te ajudem a consolidar a opção.
Podes servir-te domeu e-mail noperfil se não queres expor-te
beijinhos

Comentar post